domingo, 29 de abril de 2007

Notas Soltas


"É sublime a imensidão dos meus mais simples e nobres sentimentos que circundam todos os laços que me envolvem aos meus pais e irmão. Eu cheguei aqui nesse mundo para aprender a ser gente, e todas as dificuldades que enfrento são as facilidades para que eu me torne um homem com o caráter em eterna rotação, buscando melhores vias e aprendendo a errar."

"Hoje entendo o poder das diferenças. Foram elas que me deram suporte para ser o que sou. Entendo a grandiosidade da voz de quem não sabe falar e de quem não pode ouvir, mas sabe me escutar."

"Enquanto almas choram por honra, a minha adquiriu a sua por viver repleto de lições, diariamente, que me fazem ver o quanto eu posso buscar maneiras para descobrir, a cada dia, um pouquinho de felicidade reprimida numa mente forte e abalada."

"A força de pedra na pureza do irmão professor da lealdade me faz amar o que há de mais belo numa relação familiar construída com alicerces do amor mais surreal e verdadeiro."

"Os braços cansados de um homem incansável são o exemplo de um alguém que luta para ver apenas sua descendência com disposição para buscar o caminho da felicidade. Esse incessante homem é pai, que é guiado pelo Pai que me ama do mesmo tamanho quanto amo os dois."

"E os lapsos descoordenados fazem meus olhos negros ficarem prateados por marejarem a cada vez que noto a imensidão dos meus anseios e do amor pelos meus incomparáveis mãe, pai e irmão."

Danilo Castro
03.04.2007

Nenhum comentário: