segunda-feira, 18 de junho de 2007

Água?


Ontem, eu tive sede, mas da água que queria, não tinha. Ontem, eu quis chorar, mas as lágrimas viraram vento e meus olhos choraram um choro seco, corroído, comovido e inerte. Ontem, eu quis saber onde é a nascente dessas águas, quis buscá-la, bebê-la, mas não a encontro. Não acho nem mesmo algum mero afluente dessa corrente transparente que talvez nem exista. Ontem, eu queria. Hoje, esqueci que queria, mas amanhã, novamente vou chorar de sede, e se alguém conseguir encontrar ao menos uma gota dessa misteriosa e pura fonte, por favor, me avise, porque eu não sei mais o que fazer.



Danilo Castro.
19.06.2007

2 comentários:

Jociel disse...

Ei Cara, ficou massa esse texto da água, me emocionou, não vou mais beber pensando nas criancinhas, hehehe, tosco, ficou legal mesmo!!
me emocionei!
buá, buá, buá!!!

nossdaniel disse...

Legal.
BEM.


Uma pena vc não saber onde se encontra.