quinta-feira, 29 de maio de 2008

Cia. Sem Nome


Dos corredores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, antigo CEFET, surgiu a idéia. Em meados de 2008, estudantes engajados ao movimento teatral cearense inspiraram fundo e foram em busca de realizações.

Um escreveu e criou a concepção do espetáculo, adiante outros atores foram convidados a participar do elenco, produção e direção. Surgiu o primeiro festival em que o espetáculo foi inscrito, na ficha de inscrição constava: “Nome do Grupo:” Entretanto, os amigos não haviam pensado num nome para carregar às suas produções. Este tópico não foi preenchido na ficha. Após algum tempo, a relação de aprovados foi divulgada da seguinte maneira: “Uma Rapadura, 3 atores & uma História – GRUPO SEM NOME”. Assim nasceu a Cia. Sem Nome, que tomou densidade após o início aos estudos da disciplina de Interpretação II, ministrada pela teatróloga Fran Teixeira, no terceiro semestre do curso superior de Artes Cênicas ofertado pelo IFCE, onde os autores-atores-alunos-diretores da montagem que sutilmente brotava, passaram a aliar técnicas e recursos cênicos baseados nos métodos de Bertolt Brecht.

A companhia, despretensiosamente, foi percebendo o quanto estava interligada ao estudioso alemão e que, de uma maneira “delicada”, podia inserir no contexto meta-teatral, técnicas de distanciamento e estranhamento, sendo incisiva quanto à questão didática da dramaturgia e quanto ao esfacelamento da magia do teatro infantil tradicional na sua montagem de estréia.

Adiante, outros festivais surgiram e a Cia. Sem Nome, ainda recém-brotada, vem se destacando em suas apresentações nas mostras competitivas de teatro cearense como Festival de Esquetes da Cia. Teatral Acontece (FECTA) - 2008, Festival de Esquetes da Cia. Bilu e Bila - 2008, ficou em cartaz na Programação do Mês do Teatro no Centro Cultural Dragão do Mar - 2009 e recentemente o espetáculo foi aprovado no edital do Centro Cultural Banco do Nordeste do Brasil - 2010.

"Uma rapadura, 3 atores & uma História"
(Fotos de Aline Sampaio)











Clark Ribeiro



Danilo Castro



Larissa Cândido


"Esfacelando a magia do teatro infantil tradicional e encantando, sem ludibriar, o seu público"

Direção Coletiva
Texto original de Danilo Castro
Sonoplastia de Felipe Sales
Iluminação de Jociel Carvalho
Figurinos de Clark Ribeiro





15 comentários:

Alice Sales disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alice Sales disse...

uahuahuahaha
As fotos já são um espetaculo!
To ansiosa pra assistir!!!!!!
Valeu chocolate!!!!

Aline disse...

soh quem texto próprio!!

huhauhauhaua
mal posso esperar!
bjUUu

Eloá disse...

Fotos Lindas!
já kero assistir!

Renata disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Renata disse...

adorei
lindas lindas as fotos ^^

;*

Karla Brito disse...

jah quero assistirrrrrrrrrrrr

Larissa Cândido disse...

Ai, eu também quero assistir!
Eu acho que só pelas fotos (que estão um arraso) o esquete deve estar o máximo!!!! ;D

:*

natalia disse...

LIndaaas as fotos!!!!!!!!Lindas mesmo!
ja quero ver!!
VAI SER SUCESSO!!!!
beijooooo Dan!

-Thiago Matos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Wânyffer e Aline disse...

as fotos tão fofas.. quero só ver a peça XD
Boa sorte com elaaa!!!

-Thiago Matos disse...

As fotos estão muuito massa cara.
Só quem tem moral, texto proprio.
heeeiueheio
Sucesso
\o/

izaura lila disse...

claroooooooooo que eu vou!!
e o texto é teu né?? uhuuuuuuuuu
essas pessoas talentosas...hauahauau..adouuuuuuuuro!!
e como eu já tinha falado, as fotos ficaram lindas, super caricatas!!

beijo beijo nesse moço!!

Talita Fernandes disse...

foi um espetáculo lindo e cheio de coragem do meu amigo-vizinho,meu domingo teve um sabor bem especial apos ter prestigiado esse talento chamando danilo castro.
parabens de sua amiga-vizinha.

Ciel Carvalho disse...

Ciel Carvalho