quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Só para relatar umas poucas bobagens que estão voando aqui no meu céu...

Ultimamente ando vivendo mais a vida e parando um pouco de pensar no Amanhã, apesar de Ele estar sempre me vigiando para ter certeza de que estou cumprindo suas ordens, afinal, sou súdito do tempo. Às vezes até percorre rapidamente pela minha cabeça uma vontade de sair por aí correndo pelado em praças públicas, pichando muros, roubando livros, pregando peças nas muitas máquinas humanas que conheço. Mas aí vejo que a membrana que me envolve se enrijece um pouco, domina-me mais uma vez e ironiza sussurrando: “Calma, rapazinho. Onde você pensa que vai?”. É, definitivamente, sou uma maquininha também, se eu não for assim, como vou viver? É uma pena não poder se viver só de amor, de paixão, de poesia.

Ultimamente venho “migalhando” leitores para os meus filhos se satisfazerem como pessoas, eles vêm nascendo constantemente, dia sim, dia não, um pouquinho de mim pinga vermelho em folhas de papel e eu fico aguardando o primeiro a desvirginar meu escrito. Quero mais é que eles percam a pureza da vida e conheçam o mundo. Pobres dos meus amigos que têm que aturar minhas súplicas para que leiam minhas crias. Tem escritor que não escreve para ninguém, escreve para si. Não sei ainda como eu sou, mas estou feliz por estar conseguindo despreocupar-me de convenções normativas que barram minhas composições. Hoje estou percebendo que quanto mais maldição eu jogar sobre meus textos, mais eles se disfarçarão de infantis e sublimes. Este é meu jogo. Brincar com esses signos que estipularam para mim. Na minha doce ingenuidade, não conheço nenhuma outra língua, mas acho o Português a mais linda de todas elas. O Português é uma morena carnuda de olhos claros e pele suada. Eu estou aprendendo a deslizar neste corpo, que bom!

Ultimamente tenho percebido que quanto mais fundo eu penetro no oceano, mais eu clareio essa madrugada suja disfarçada de fim de tarde. As luzes desvendam meus vãos, vou me sentindo mais inteligente, consequentemente, superior. Daí a ignorância se instala em mim, por me sentir maior que alguém, por disputar conhecimento. Tenho que me alimentar não para mostrar que estou engordando, mas para ficar mais feliz. Compreendido diante da minha realidade.

Ultimamente tenho até tido dúvidas sobre um futuro que aparentemente sempre tive certeza. Dedico-me inteiramente à minha poesia, ao meu talento cada vez mais polido em técnicas que venho descobrindo numa academia? Ou devo buscar realizar-me com meu espírito que desvenda, é ativo, comunica? O que aparentemente já está estipulado é que vou aliar as duas coisas no meu tempo. Mas será que vou ser tão bom quanto seria se eu me dedicasse inteiramente a uma coisa só? Nessas horas eu penso que posso estar desrespeitando o que há de tão belo nos meus anseios. Apesar de não ser brincadeira, penso que brinco com o futuro, enquanto o destino se desvenda sobre de mim.

Ultimamente o fato de estar mais esclarecido parece que vem pondo mais labirintos para eu encontrar o fim. Só quero ter um cordão amarrado no início da trilha para que eu não me perca daqui para frente.



Danilo Castro
07.10.2008

12 comentários:

Thiago Ya'agob disse...

Bom dia, Danilo!
Perdoe-me minha ausência. Eu estou tentando perdoar-me por não ter regressado ao Alfa há mais tempo.
Estava "SEM" e isso me prendia numa liberdade não desejada. É complexo. Mas vamos ao teu texto.
Gosto quando você escreve sobre “um pouquinho de mim pinga vermelho em folhas de papel” - isso me reverte à reflexão de que para escrever, preciso sentir o que escrevo. É dolorido, geralmente. Por isso que me mantive em silêncio. Embora a inspiração estava dentro de mim, não consegui expô-la. Perdia as palavras num labirinto infindo, e havia esquecido de prendê-las numa corda.
Amigo, (posso chamá-lo assim?), o futuro é algo insondável. Mas podemos planejá-lo.
Se não tomarmos banho de chuva, se não “sairmos por aí, correndo pelados em praças públicas, pichando muros, roubando livros, pregando peças nas muitas máquinas humanas que conhecemos” (no bom sentido de todas essas frases suas), quando estivermos presenciando o futuro, não teremos contentamento em nossa mocidade.

Shalom.

Wânyffer Monteiro disse...

Dan, me sinto como você perdida na bifurcação de caminhos que não sei escolher, entretanto pergunto-me: Por que devo escolher? Por que agora?
Somos jovens e há tempo para enveredar por quantos caminhos forem necessários e a hora de errar é agora.
Você uma dia terá de escolher, sim e fará a melhor escolha, mas não é preciso optar por um e abandonar o outro. Dá para conciliar, mas um terá de ser preferencial, isso é fato.
Você sofre do mesmo mal que eu: Queremos abraçar o mundo com as pernas; Talvez porque não sabemos o que queremos, ou porque o sabemos, mas não é o bastante.
Para mim nunca é o bastante... Jornalismo, teatro, letras, inglês, italiano, espanhol... E quero mais. Por que não, depois de jornalismo, fazer artes cênicas e terminar letras? E quem sabe agora aprender meus sonhados francês e alemão? Por que nãoa prender as danças que sempre quis e as lutas que adoro(To começando pelo muaythai hsoiauhso)?
Não vejo mal nenhum em ser sedento por conhecimento e por experimentos.

AH! Quanto a sua escrita. Garoto, eu já devo ter dito que sou sua fã nesse quesito e, por ela, você já é um tremendo jornalista. Acredite nas palavras de uma aspirante que ainda tem muito a aprender, ams que sabe reconhecer um talento como o seu [que eu gostaria de ter e preciso ter, inclusive].

P.S.: Adorei a descrição da língua portuguesa, mas a minha é masculina hosiauhsoi.

;**

Wânyffer disse...

E para que esse comentário gigantesco? Aff... Tá vendo? Nasci mesmo para escrever, ou, pelo menos, encher folhas de papel. -.-

Profº. Eric Frantto disse...

Mais um belo estereótipo que encontro aqui nessa tal blogosfera.

Gostei das idéias! Abração!

Profº. Eric Frantto disse...

É isso mesmo, Danilão!

Vamos começar ganhar espaço, velhinho!

Abraço!

Walmick Campos disse...

acho q o lance de viver um dia depois do outro, sem ficar doido pensando no futuro eh a melhor coisa q podemos fazer. tentar descobrir o q vem, na maioria das vezes atrapalha.

Abraço

Mr. e Mrs. Ironia disse...

O conhecimento sempre traz mais sede de conhecimento. Quando vemos, estamos um tanto perdidos. O importante é se focar no que mais se gosta, e fazer isto bem feito. Aí teremos chegado ao ponto chave de nossa jornada...

causacasal.blogspot.com
- Sua ironia diária -

Ellen Regina - facetasdemim disse...

Tenho a impressão de que nunca vim aqui, mas desde já adorei este espaço! adorei suas divagações e ansiedades. Lembra um pouco da minha trajetória.

um grande abraço.
ellen regina
www.facetasdemim.blogspot.com

Aby Rodrigues disse...

É rapaz...há muitas perguntas sem respostas,indagações que divido contigo também!Sinto amarras, verdadeiras mãos invisíveis que me impedem de realizar sonhos, desejos.Só vendo... vivendo,fazendo escolhas que nem sempre estamos seguros se as mais viáveis e apropriadas.

Laylana disse...

Gostei mt do seu texto. Eu vivia "mendigando" pra quem alguém lesse as coisas que escrevia. Tem dias que tô inspirada, tem dias que não...uns dias tolas bobagens, outros, intensos amores. Sou muito "coração" e pouca razão, talvez por isso me prenda aos versos e sonhos.
Vou te add nos favoritos e passar aqui sempre que puder.
bjo e ótimo dia.
De Fortaleza??passei uma semana aí...fim de novembro ( que não foi um mês tão doce assim...)

moça disse...

Eu sinceramente também acho uma pena não poder viver assim(só de amor, paixão e poesia).
Acho que agente não deveria se preocupar tanto com o futuro. As vezes agente cria tantos planos para ela e acaba que num pequeno espaço de tempo parece que vai tudo de aguá a bixo. O importante é viver e fazer o que você acha que é certo. E se você acha que é certo fazer duas coisas(que estão quase que intimamente interligadas), continua com seus objetivos não desiste deles pois enfim você têm uma ótima prole!
Har...eu escrevo pra mim!
:)





"O Português é uma morena carnuda de olhos claros e pele suada."
:*

intelligence disse...

After reading the information, I may have different views, but I do think this is good BLOG!
runescape powerleveling