sábado, 11 de julho de 2009

Amor e Morte se confundem...


"...o ator tem que se conscientizar de que é um Cristo da humanidade e que seu talento é muito mais uma condenação do que uma dádiva."
Plínio Marcos






IKEBANA, em cartaz no Teatro Dragão do Mar - 15,22,29 de julho às 20h,
espetáculo de conclusão da nona turma do Curso Superior em Artes Cênicas do Instituto Federal do Ceará
Direção de Danilo Pinho
Produção de Felipe Sales
Iluminação de Walter Façanha
Figurinos e Maquiagem de Dami Cruz
Composição musical de Juliana Veras
Edição de áudio de Felipe Revuelta
Operação de Luz e Som por Jonathan Pessoa
Criação Visual de Felipe Revuelta


“Por favor, abram-se as cortinas.”
É hora do show! Hora de mostrarmos o que foi aprendido durante anos de estudo. Estamos prontos? Não. A formação na arte de ator leva uma vida inteira. E para alcançar a maestria é preciso viver a vida como o teatro exige, intensamente. Experiências, traumas, saudades, alegrias e tristezas, encontros e desencontros, realidade e fantasia são um pouco dos muitos ingredientes necessários para formar uma alma madura e interessante o suficiente para ser exposta. Desnudar a alma, revelando a mais sublime intimidade, onde público e ator comungam da verdadeira poesia, é o ofício do intérprete dos tablados. Teatro é para corajosos, já dizia um sábio. Coragem para mergulhar nas águas profundas, por vezes turvas, do eu, e bem lá no fundo fisgar com a sensibilidade o “peixe dourado” que será ofertado ao público. Coragem também para estar sob o olhar do outro, com a alma nua para a apreciação da platéia, não é nada fácil. E, finalmente, coragem para escolher viver de teatro, uma vida sem estabilidade, sem conforto, sem reconhecimento e sem glamour. Mas uma vez feita a escolha, dançamos com a instabilidade, cantamos a rejeição do comodismo, e, no palco, ao tornamos sonhos em realidade, proclamamos que a vida pode ser extraordinária! Na arena sagrada, banhados pelos refletores, nós, atores, somos guerreiros invencíveis. Nós podemos tudo.

Felipe Sales


Falta muito pouco para chegar a minha hora de livrar-me da faculdade e encarar o mundo. A próxima peça que irei divulgar do Curso Superior em Artes Cênicas será a peça da minha turma. A décima turma de conclusão.
Danilo Castro

13 comentários:

esdras b disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
esdras b disse...

A magia do teatro é de fato fascinante, é necesário uma entrega e uma paixão sublimes e absolutas.
Como mero espectador apenas deleitava-me com o espetáculo já pronto se descortinando diante de meus olhos, mas acompanhando atualmente a minissérie da globo SOM E FÚRIA consigo sentir mais profundamente todo o esforço, dedicação, suor e alma q é preciso pra se colocar uma peça em cena.
Admiro vc e todos aqueles q escolhem como legado essa arte tão complexo e prazerosa.
Parabéns e abços!!!

Y a s h a disse...

Sou uma amante do teatro, adoro a arte de todos os lado e ângulos. E ver uma pessoa assim tão apaixonada pelo que faz, tão apaixonada por essa riqueza que tantos nem enxergam, é muito valioso.

Ô moço, meus olhos briham com isso tudo! :)

;*

Y a s h a disse...

É, acho que a paciência é uma virtude minha, nunca conheci ninguém mais paciente do que eu. Ta certo que por vezes ela pode me faltar, mas ultimamente tenho deixado uma reserva pra quando precisar além da conta.

Lindo mesmo seu texto, e é verdade que parece com o "Labirinto".

Vai ver que as pessoas são o próprio labirinto, escondidas muitas vezes numa caixa preta, ou ali em qualquer esquina, num ponto luminoso.

Isadora Garcia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Isadora Garcia disse...

Danilo, li seu texto no comentário no blog da Yasha e achei maravilhoso!! Posso postá-lo em meu blog (com os devidos direitos autorais, claro)?
Beijos!

pobre disse...

Mas o pé atrás tem que existir, mais isso não impede que vc ame! Só se ama o outro quando vc deixa de lado o egoísmo pois a doação é extremamente nescessária para que isso aconteça!
;)

É o que vc sente pela sua arte, vê-se que realmete ama o teatro, isso é muito bonito. Amar seu trabalho é uma das coisas mais engrandeçedoras na vida!

beijão!

moça disse...

Mas o pé atrás tem que existir, mais isso não impede que vc ame! Só se ama o outro quando vc deixa de lado o egoísmo pois a doação é extremamente nescessária para que isso aconteça!
;)

É o que vc sente pela sua arte, vê-se que realmete ama o teatro, isso é muito bonito. Amar seu trabalho é uma das coisas mais engrandeçedoras na vida!

beijão!

Marcelo Ribeiro disse...

O teatro traz um entretenimento de qualidade, algo que é raro hoje em dia, diante de tantas aberrações e bobagens culturais que vemos por aí. Parabéns por divulgar uma arte que ainda merece mais incentivos do que deveria!

Carlinhos Horta disse...

Obrigado pelo seu comentário no blog(http://mergulhadonarotinadosconcursos.blogspot.com/). Sucesso na profissão e belas imagens desse seu blog. Vlw.

Abs>

Rosangela A. Santos disse...

Não fui muitas vezes ao teatro nas opurtunidades que fui é muito bom .. uma diversão e cultura que deveria fazer parte sempre da lista ..

Estou lonnnggeee .. mas sucesso ..

Abç

Thiago Ya'agob disse...

Danilo,

[talvez] atuar é ir além do limite. É procurar o que ultrapassa. É ser.

Sou leigo nesse assunto, por isso o 'talvez'.

Mas tenho ciência de algo: Para atuar faz-se necessário ser-se de paixão à arte... E eu sei também que você é apaixonado pelo que faz.

E paixão vem ‘etimologicamente’ de Cristo - tem que amar a ponto de se entregar - participar das dores, conhecer não apenas as alegrias, mas os medos e temores. Tem que ser-se n'outro. ELE fez isso, conheceu os personagens - tornou-se osso para entender o roteiro da humanidade. [Bela frase a do Plínio Marcos].

Estou na torcida, e sei que sabes disso.

Shalom, meu caro.

Airton disse...

nossa q imagens legais ahahah

intaum teatro eu nao conheço muito
mas gosto

http://publicandobr.blogspot.com/