sábado, 9 de julho de 2011

Processo do Rato

Foto divulgação do espetáculo "Cavalos"
Bem, criei esse marcador "Processo do Rato" pra começar a me exprimir de alguma forma em relação às andanças com "O rato entocado no canto", um conto que escrevi ano passado, e, no início desse ano se transformou num videoconto. Adiante, a meta é levantar um experimento cênico. 

Hoje, me sinto completamente instigado a não deixar morrer esse algo artístico que criei em literatura e se metamorfoseou em obra cinematográfica. Minha ideia agora é investir num solo de teatro, efêmero como toda arte cênica. A meta é transformar O Rato em algo vivo. Pulsante, onde eu possa me entregar por inteiro a esse algo, sem estar escondido por trás do conto, de edições audiovisuais. O Rato agora serei eu, ali, de peito aberto, com a face dada às tapas, diante do outro. 

Aos poucos vou publicando sobre aquilo que de alguma forma possa colaborar com meu processo de criação artística, minhas ideias incompletas e confusas. Que meu amigos blogueiros e os que comentarem avulsamente por aqui possam colaborar com a construção disso que está crescendo sem rédeas como um câncer e precisa ser exposto, antes que seja tarde.

Não sei quanto tempo isso vai durar, nem sei se um dia estará completo, mas acredito na força disso tudo. Avante! Dissequemos O Rato!

4 comentários:

Larissa Cândido disse...

Muito bem!!! Fazer algo novo é normalmente revigorante. Quero poder ver o rato em breve... Muita criatividade pra esse início de processo. E conte com a gente!!!

Danilo Castro disse...

Valeu, Larissa, vou precisar de uns colaboradores mais na frente!!!
=]

Anônimo disse...

É isso aí Dan, o novo dá medo, mas a gente tem que acreditar e tentar!
Pode contar comigo!
=)
Natalia Régia

Danilo Castro disse...

Nat,

Vc nem imagina o quanto eu tô temeroso, mas é preciso pôr pra frente, se não o tempo de arriscar passa e não dou esse passo.