terça-feira, 24 de janeiro de 2017

O Pequeno Ogum se apresenta em comunidades quilombolas do Ceará

Foto Luiz Alves
O espetáculo teatral infantil “O Pequeno Ogum” se apresenta gratuitamente em comunidades quilombolas do Ceará entre os dias 27 de janeiro e 2 de fevereiro de 2017. O projeto, denominado de “Visita aos Territórios Quilombolas”, foi contemplado pelo X Edital de Incentivo às Artes do Ceará 2015, da Secretaria da Cultura do Estado (Secult), e faz parte de pesquisas feitas pelo ator e diretor Edivaldo Batista sobre a cultura negra. A apresentação conta também com a cantora Juliana Roza.

Após o espetáculo, o ator Edivaldo Batista conduzirá um debate com os quilombolas sobre os temas abordados na apresentação, como a cultura africana e a afirmação da mitologia. Ao todo, cinco comunidades vão receber a peça teatral em municípios do Interior do Estado, como Itapipoca e Tururu, e da Região Metropolitana de Fortaleza, como Pacajus e Horizonte. Todas os territórios foram reconhecidos como quilombolas, em 2012, pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

As comunidades visitadas serão:

27 de janeiro - Comunidade de Nazaré (47 famílias) às 17h, em frente ao Salão Comunitário Nossa Senhora de Nazaré - Itapipoca

28 de janeiro - Comunidade de Água Preta (254 famílias) às 16h, no espaço a ser confirmado - Tururu

29 de janeiro - Comunidade de Conceição dos Caetanos (370 famílias) às 18h, no espaço a ser confirmado - Tururu

3 de fevereiro - Comunidade de Base (142 famílias) - às 17h, no Pátio da Escola Neli Gama Nogueira - Pacajus

4 de fevereiro - Comunidade de Alto Alegre (400 famílias) - Às 16h, no Centro Cultural Negro Cazuza - Horizonte

O espetáculo conta a história do menino Ogum que, desde cedo, descobre em si a vontade de se tornar um guerreiro. Para isso, é preciso aventurar-se pela mata escura ou pelas águas geladas, criando coragem por meio do medo. Para compor a narrativa do pequeno Ogum, Edivaldo utilizou referências dos reisados do interior do Ceará, com cores e vestimentas da cultura popular, além de lendas e mitos do Orixá Ogum, presente nos cultos do Candomblé.

O objetivo é dialogar com temáticas sobre cultura negra, reforçando a visibilidade e a luta dessas comunidades. Além disso, os debates, que acontecem sempre após as apresentações, servem como um processo pedagógico que Edivaldo procura desenvolver sobre a desmistificação da cultura africana, ao mesmo tempo em que defende uma educação que recupere as memórias históricas e fortaleça as identidades dos habitantes das comunidades.

Com foco na literatura africana, “O Pequeno Ogum” faz parte de uma série de pesquisas feitas pelo idealizador deste processo, que investiga procedimentos para compor cenas que abordem a ancestralidade e a negritude na linguagem narrativa e o reisado cearense na estética das apresentações. Neste contexto, Edivaldo possui outros trabalhos, como “Iroko” ( 2012), “Histórias de Heróis Negros” ( 2016), “Yemonja e a Princesa Negra” (2016) e demais projetos que envolvem, inclusive, oficinas e cursos.

Após as apresentações em comunidades quilombolas, “O Pequeno Ogum” faz temporada em Fortaleza, no Sesc Iracema, nos domingos de fevereiro (dias 5, 12 e 19), às 16h. A entrada é gratuita.

Serviço:

“Visita aos Territórios Quilombolas”
Espetáculo “O Pequeno Ogum”
Data: 27 de janeiro a 3 de fevereiro de 2017
Local: Comunidades Quilombolas do Ceará em Itapipoca, Tururu, Horizonte e Pacajus (verificar tabela acima com locais e horários)
Gratuito

Temporada em Fortaleza
Data: 5, 12 e 19 de fevereiro de 2017
Horário: às 16h
Local: Sesc Iracema (Rua Bóris, 90 – Praia de Iracema)
Gratuito

Nenhum comentário: